terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Futebol amador


Decisão da Copa Louro do DNCS 2013

Platinense 2 X 0 Peru
Publico: mais de 400 Pessoas
Gols: Cazinha (1 ) aos 5 minutos do segundo tempo e Edmilson ( 1 ) aos 34 do segundo tempo.
Arbitro: Geraldo Policial, Auxiliares, Bilu de Zé  Preto e  Jairon Rosa/ Edilson Silva ( Delegado)

O Platinense jogou e  venceu com:
 Ney,Tindô. Baiano, Boboca, Nida, Peba, Dé, Ziquinho, Wilker, Casinha, Ricardão, Careca, Duda,Tubaina, Paulinho e Gustavo

Técnico:  Pinico

O Time do Peru jogou e perdeu com:
Raul, Lu, Diego, Adjones,Thiago, Itamar, Sassá, Rió,Rauly, Nem  Borracha, Roberto,Tarcisio e Rildo

Técnico:   Nena

Fonte: Joesportes


Time de Cuca faz boa proposta e Montillo deve jogar na China

O jogo contra o XV de Piracicaba na estreia do Paulista pode ter sido a última de Walter Montillo com a camisa do Santos

O meia Montillo afirmou que, como um todo, 2013 foi um bom ano para o Peixe.
O jogo contra o XV de Piracicaba no sábado passado, 18, pela estreia do Campeonato Paulista, pode ter sido a última de Walter Montillo com a camisa do Santos. Com uma proposta irrecusável do Shandon Luneng, da China, o argentino não deve mais vestir a camisa do Peixe e já foi autorizado pela direção alvinegra a negociar salários.

Veja também:
Leia o Guia do Campeonato Paulista 2014!
Lesão de Montillo preocupa Oswaldo
Santos adquire 70% dos direitos da promessa Léo Cittadini
O time chinês agora é comandado pelo técnico brasileiro, Cuca, e vê no mercado brasileiro ótimos reforços para o seu elenco. Recentemente, além de membros da comissão técnica, o Shandong Luneng contratou o atacante Aloísio, ex-São Paulo e já conta também com Vágner Love, ex-Palmeiras e Flamengo, desde a temporada passada.
A proposta do time chinês ao Santos gira em torno de 7,5 milhões de euros (R$ 24 milhões), e após ser aceita pelos dirigentes santistas, o argentino deve embarcar para Ásia ainda nesta semana. Montillo era alvo da equipe do Cuca, desde o fim do ano passado. Outro que pode estar de saída é o meia Cícero, também para o futebol da China.
O Santos detém 50% dos direitos econômicos do argentino. O restante é divido entre três empresas - Teisa (10%), EMS (20%) e BMG (20%). Para tirar Montillo do Cruzeiro, em 2013, o Peixe pagou R$ 16,4 milhões, mais uma parte dos direitos econômicos do volante Henrique.
Com a camisa alvinegra foram 51 jogos e oito gols marcados. Com a saída iminente, Montillo será o décimo jogador a deixar o Santos em 2014. Os demais foram Durval, Pedro Castro, Rafael Galhardo, William José, Rafael Caldeira, Marcos Assunção, Renato Abreu, Éverton Costa e Neílton. Em contrapartida, apenas Leandro Damião foi contratado.

                                Lúcio em imagem de partida pela seleção brasileira

O zagueiro pentacampeão em 2002, Lúcio, acertou oficialmente um vínculo com a Sociedade Esportiva Palmeiras, isso após ficar praticamente um semestre encostado no São Paulo. Outrora respeitado em sua passagem pelo futebol europeu, Lúcio atualmente com 35 anos, não raro evoca uma aura de ex-jogador em atividade. Lúcio retornou ao Brasil no começo de 2013, quando o São Paulo o contratou junto a italiana Juventus. 
Péssima passagem pelo São Paulo
O zagueiro, ex-Inter/RS estava "encostado" na equipe de Turim. No Morumbi, Lúcio se desentendeu com os técnicos Ney Franco e Paulo Autuori, sendo que o segundo, afastou-o do elenco em definitivo. Durante a pré-temporada europeia na metade de 2013, Lúcio poderia render um valor extra ao São Paulo, caso participasse da Audi Cup na Alemanha. O clube do Morumbi receberia um valor a mais por Lúcio atuar contra o FC Bayern, onde foi ídolo. Autuori o afastou pouco antes do embarque para a Europa e Lúcio seguiu recebendo e treinando em separado até o fim da última temporada. No Morumbi, Lúcio protagonizou más declarações a imprensa, expulsões em partidas decisivas pela Taça Libertadores e tentativas esdrúxulas de receber uma bola no campo de defesa, sair jogando, perdê-la e ceder contra-ataques fatais. 
Passado glorioso 
Num passado longínquo, Lúcio anotou o gol de empate do Bayer Leverkusen contra o Real Madrid, na final da Champions League 2001/2002, cinco minutos depois de Raul ter aberto o placar, no primeiro tempo. É verdade que os galácticos viraram a partida para 2x1, com direito a golaço de Zinedine Zidane. Os alemães não se importavam, tanto que Lúcio fora contratado pelo poderoso FC Bayern, tornando-se um ídolo num período de poucas conquistas do tradicional time bávaro. Integrou a seleção de Felipão na conquista do penta em 2002. Em 2006, foi elogiado pelo então técnico da seleção alemã, Jürgen Klinsmann, que afirmou publicamente que se pudesse escolher um jogador da seleção de Carlos Alberto Parreira, este seria Lúcio. Isso num time que contava com Ronaldinho Gaúcho astro do Barcelona, Kaká enquanto ícone do Milan, Adriano ainda "imperador de Milão" na Internazionale, e Ronaldo "fenômeno" vivendo seus últimos momentos bons no Real Madrid. 
Início do declínio 
Devido a idade avançada, Lúcio não teve seu contrato renovado pelo FC Bayern no começo da temporada 2009/2010. Foi parar na Internazionale comandada por José Mourinho (hoje no Chelsea), que regia o sistema defensivo neroazzurri com mãos de ferro. Lúcio formava uma linha defensiva com Maicon, Walter Samuel e o romeno Chivu. A Inter se postava em 4-4-2 mas podendo se deslocar em 3-5-2, quando Maicon avançava. O trio defensivo se designava com Lúcio/Samuel/Chivu, onde o argentino Samuel dava o primeiro combate, Chivu era um falso lateral esquerdo que praticamente não avançava e Lúcio era o "defense leader". Aquela era a Internazionale que acabaria campeã da tríplice coroa 2009/2010, conquistando Serie A, Coppa Itália e Champions League.
Pouco depois, a Inter resolveu se desfazer dos atletas que tinham altos salários e Lúcio já em decrepitude foi para a Juventus, onde sequer conseguia ser titular. Se a postura do zagueiro mudar tanto mentalmente quanto em campo, Lúcio pode ser uma boa aquisição e ao menos agregar com profissionalismo, que sirva de exemplo aos jovens atletas do elenco alviverde. O Palmeiras conseguiu propor uma oportuna redução salarial, uma vez que pagará a Lúcio cerca de R$ 150 mil, numa pespectiva de contrato de produtividade. No São Paulo, o jogador recebia algo em torno de R$ 400 mil mensais. 
Lúcio respeitará Gilson Kleina? 
Porém Lúcio precisa atuar como "stopper" na defesa palmeirense, de preferencia num desenho tático em 3-5-2, na "sobra", pois ele não dispõe mais do seu antigo vigor físico. A mudança mental do atleta é o maior empecilho, uma vez que ele acredita que ainda pode integrar a seleção brasileira que disputará do Mundial de 2014. A menos que haja um treinador que o intimide, tal qual José Mourinho na Inter, uma adequação às atuais circunstâncias parece improvável, infelizmente.


Garoto de 5 anos é chamado de ‘novo Messi’ por arrancadas e dribles

0
Com apenas cinco anos de idade e natural de Bilbao, na Espanha, o menino Izei Hernández está chamando a atenção da imprensa esportiva local pela habilidade que vem demostrando nos gramados.
Lances incríveis postados na internet mostram que o garoto faz dribles e jogadas diferenciadas para a sua idade.
Com os vídeos, Izei ganhou o apelido de “Novo Messi”, publicado até pelo jornal Sport, da Catalunha, terra do Barcelona.
Confira os melhores lances abaixo:
















Nenhum comentário:

Postar um comentário